Impacto Econômico-Social

- Impacto na Sociedade 

O caráter inovador da produção intelectual do PROPEC, principalmente os produtos de pesquisas divulgadas através de artigos publicados em periódicos de alto impacto, tem sido reconhecido pelas comunidades científicas nacional e internacional. Isso pode ser facilmente comprovado pelo elevado número de publicações em veículos internacionais renomados nos últimos anos. Consequentemente, pode-se afirmar que a produção intelectual do Programa vem impactando os seguintes setores: 

1. Desenvolvimento científico, novas tecnologias e produtos (modelagens computacionais, novos materiais, construções sustentáveis, etc.) para aplicações principalmente nas áreas da construção civil, estruturas e arquitetura; 

2. Desenvolvimento e aplicações científicas envolvendo modelagens computacionais através de softwares comerciais e caseiros (homemade computer programs). Pesquisas do PROPEC nesse tema têm contribuído fortemente no desenvolvimento de métodos e técnicas numéricas que possibilitem avanços e impactos na simulação computacional de sistemas de engenharia. Os projetos de pesquisa de interesse abordam estudos numéricos nas mais diversas áreas da Engenharia Estrutural, focando não apenas a resolução de problemas típicos de sistemas estruturais metálicos, de concreto armado e mistas, mas também levando em conta aspectos correlatos como eficiência computacional, otimização e geração de malhas (modelos). Em geral, o Método dos Elementos Finitos (FEM) tem sido considerado nos projetos e pesquisas nessa linha de pesquisa. Na verdade, os estudos numéricos e implementações computacionais estão na interface com as demais linhas do programa de pós-graduação, fornecendo suporte técnico necessário em muitos projetos. 

3. As normas/especificações em estruturas metálicas e mistas (aço-concreto) do país têm sido subsidiadas pelos resultados experimentais e numéricos obtidos dos estudos científicos realizados no nosso Programa. Os projetos de pesquisa nessa área têm cunho eminentemente prático e tem impactado o desenvolvimento de soluções voltadas para a Indústria. Várias pesquisas de impacto e com caráter inovador já foram desenvolvidas aqui em temas como ligações, perfis leves, perfis tubulares, estruturas mistas, etc., cujos resultados estão publicados em revistas indexadas no último quadriênio. 

4. As pesquisas que vêm sendo desenvolvidas nas áreas de materiais e construção civil têm demostrado caráter inovador e consequentemente contribuindo para a aprovação de diversos projetos no CNPq em parceria com a Indústria. O desenvolvimento de vários projetos nessas áreas vem fortalecendo o ambiente de interação entre o PROPEC e o setor produtivo com geração de resultados aplicados para a resolução de problemas de interesse econômico e ambiental. Consequentemente, o Programa vem contribuindo na formação de recursos humanos (mestrado, doutorado e iniciação tecnológica/industrial) com perfil de inovação tecnológica nas áreas de materiais e construção civil. 

5. Na linha de pesquisa de conforto ambiental e ambiente construído, avanços significativos e estudos de impacto têm acontecido na avaliação o conforto humano em construções industrializadas, com ênfase no desempenho térmico e acústico dos novos sistemas de fechamentos e construtivos empregados nas construções a seco. Adicionalmente, algumas pesquisas têm sido direcionadas à análise da concepção dos sistemas construtivos modulares e industrializados e as possibilidades de sua utilização como linguagem arquitetônica e o estudo do processo construtivo completo: fabricação, pré-montagem, transporte e montagem, erros de projetos, etc. Faz-se ainda nesta linha de pesquisa, o estudo e diagnóstico das patologias construtivas nas interfaces propondo técnicas de controle das mesmas, inspeção e manutenção predial e avaliação pós-ocupação.  

 

- Impacto Econômico e Inserção Social 

O Programa reconhece a necessidade da avaliação do impacto e relevância econômica e social dos produtos de suas pesquisas para o uso da sociedade em geral, ou seja, “extramuros” à academia. Porém também reconhece a dificuldade de se obter uma avaliação quantitativa ou mesmo qualitativa do “impacto” atribuído ao resultado de uma pesquisa. 

Adicionalmente, acreditamos que os “impactos” atribuídos aos resultados das pesquisas desenvolvidas no PROPEC podem ser internos e/ou externos ao espaço da UFOP, destinados ao setor privado ou ao setor público. E que em alguns casos essas pesquisas fornecem “subsídios e tecnologia de base para que organizações públicas ou empresas privadas possam implementar soluções práticas”. 

Vale comentar que a própria criação do Programa foi planejada para impactar o ensino, pesquisa e indústria da CONSTRUÇÃO METÁLICA, uma vez que ele foi fruto de algumas iniciativas tomadas em relação às necessidades do desenvolvimento do mercado do uso do aço na construção civil. Como uma das consequências dessas iniciativas aconteceu uma mudança nas Escolas de Engenharia e de Arquitetura, que passaram a dar maior destaque ao ensino dessa matéria, desvinculando-a do ensino das construções em madeira. Assim, sendo a Escola de Minas da UFOP a "alma mater" da indústria mínero-metalúrgica brasileira, situando-se em Ouro Preto ¾ um dos vértices do famoso Quadrilátero Ferrífero ¾, e relacionando-se intimamente com as diversas empresas siderúrgicas e mineradoras da região, obviamente, a área de concentração do Programa, de CONSTRUÇÃO METÁLICA, foi altamente relacionada às atividades industriais da região. 

A criação do nosso Programa teve seu foco inicial voltado quase que exclusivamente para essa área de CONSTRUÇÃO METÁLICA, tendo o PROPEC, de fato, sido protagonista no desenvolvimento de tecnologias avançadas relacionadas ao uso do aço em sistemas estruturais. De uma forma direta (ou mesmo indireta) pode-se avaliar seu alto impacto externo socioeconômico regional e nacional, ao espaço da UFOP, que será mais bem detalhado adiante dentro das suas quatro linhas de pesquisa. 

Antes, porém, serão discutidos alguns impactos internos ¾ ao espaço da UFOP e da cidade de Ouro Preto ¾ socioeconômicos que podem ser atribuídos à própria existência do PROPEC e aos resultados das pesquisas desenvolvidas no Programa: 

(i) Inicialmente, afirma-se que o Programa vem impactando de forma significativa na formação de recursos humanos capacitados, através de suas pesquisas de alto nível, para as universidades e institutos de ensino. Portanto, alterando de forma significativa a condição socioeconômica desses egressos (melhoria de renda e status social). O caráter inovador das pesquisas desenvolvidas pelos nossos alunos vem despertado interesse da indústria e instituições de ensino e pesquisa. Muitos ex-alunos do PROPEC se tornaram, após aprovação em concursos públicos, professores em universidades e instituições de ensino de tecnologia superior e médio no Brasil e exterior. Recentemente, por exemplo, nosso ex-aluno Murillo Vinícius Bento Santana foi contratado como pesquisador no centro INSA Rennes, França. 

(ii) O Programa tem também contribuído de forma significativa na formação de recursos humanos capacitados para empresas de engenharia e indústria em geral, e como consequência também alterando de forma significativa a condição socioeconômica desses egressos (melhoria de renda e status social). Como já comentado, os engenheiros mestres e doutores formados pelo PROPEC têm tido importante participação na difusão do conhecimento e no crescimento da difusão da estrutura metálica e mista no país, exercendo efeito multiplicador. Ex-alunos do Programa têm ocupado hoje posições de destaque em empresas como GERDAU, CODEME, PETROBRAS, BRASFER, VALLOUREC MANNESSMANN, entre outras empresas de engenharia. 

(iii) De forma não menos importante, o PROPEC tem alterado a condição socioeconômica daqueles alunos mestrandos e doutorandos que recebem bolsas de estudos. Para muitos trata-se do primeiro “salário”, que pode contribuir, no caso dos alunos mais “humildes” economicamente, para a ajuda no sustento da família; 

(iv) O PROPEC também tem contribuído de forma significativa para a melhoria da condição econômica de alguns docentes, principalmente aqueles que obtiveram complementação salarial através de bolsas de pesquisas provenientes de agências de pesquisa, como o CNPq (Bolsas PQs). A concessão dessas bolsas de pesquisa, assim como a aprovação de vários projetos técnico-científico pelos DPs, é fruto da qualidade das pesquisas desenvolvidas no nosso Programa; e 

(v). Ainda no que se refere ao impacto socioeconômico interno do PROPEC e UFOP, mas agora na cidade de Ouro Preto (com 74.558 habitantes), vale considerar os seus 1.794 alunos de pós-graduação com matrícula ativa na instituição (1.258 alunos de mestrado acadêmico e 536 alunos de doutorado; dados de fevereiro de 2021). Desses alunos, 535 são bolsistas (305 de mestrado e 230 de doutorado), o PROPEC contribuindo com 41 alunos com bolsas (25 de mestrado e 16 de doutorado). Em se tratando de uma cidade relativamente pequena, pode-se concluir o elevado impacto socioeconômico desses estudantes bolsista sobre o comercio local e setor imobiliário da cidade. 

 

Acreditamos também que várias pesquisas e os consequentes produtos técnicos-científicos em desenvolvimento ou já desenvolvidos no Programa apresentam impacto socioeconômico local, regional ou mesmo nacional e internacional. Ainda que se considere o PROPEC um programa acadêmico que produz resultados palpáveis e mensuráveis de forma quantificada (dissertações, teses, produtos, titulados e artigos técnicos e científicos entre outros), “o impacto destes necessita ser avaliado de forma diferente daquela organização comumente habilitada a fornecer produtos e serviços diretamente à população”. 

Essas pesquisas e produtos podem também ter seu impacto externo ao espaço da UFOP e “extramuros” à academia, e serão apresentadas a seguir alguns desenvolvimentos e produtos do Programa: 

- A utilização sustentável do rejeito de barragem de minério de ferro para fabricação artesanal de tijolos de Adobe aplicados à construção civil; 

- O desenvolvimento de cimento alcalino-ativado a partir da lama vermelha gerada pela indústria de alumina; 

- A utilização de rejeitos de mineração na cadeia produtiva da construção civil 

- Desenvolvimento de novas tecnologias para a construção civil de pequeno e médio porte com eficiência energética; 

- Transferência de resultados para o setor de produção gerando novos processos de construção e aplicações; 

- Formação de recursos humanos altamente qualificados em nível de graduação e pós-graduação; 

- Desenvolvimento de método de avaliação do desempenho térmico de edificações estruturadas em aço, incluindo também aquelas com o sistema Light Steel Framing e com fechamentos metálicos; 

- Impulso à qualificação de mão-de-obra necessária à construção civil eficiente; 

- Os programas computacionais caseiros (homade computer programs) para análise não linear e dimensionamento estruturas (forma direta de cálculo e dimensionamento); 

- A aplicação do MEC em barragens de enrocamento com face de concreto (BEFCs); 

- A aplicação de métodos de otimização; 

- A aplicação de técnicas de controle de vibração; e 

- A utilização de sistemas de identificação e monitoração.